Governo do estado investe em mais infraestrutura para a Polícia Civil

Governo do estado investe em mais infraestrutura para a Polícia Civil

max lemos
max lemos

O secretário de Estado de Infraestrutura e Obras (Seinfra), Max Lemos, recebeu nesta terça-feira (08/03) o secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, além do presidente da Empresa de Obras Públicas (Emop-RJ), André Braga, para discutir uma série de obras de infraestrutura que já estão em andamento. São cerca de R$ 12,4 milhões em investimentos na recuperação e reforma dos Institutos Médicos Legais (IMLs) de Araruama e Cabo Frio, além de intervenções em delegacias e na própria Cidade da Polícia.

 

Para Max Lemos, esse alinhamento permanente é importante para preservar prazos e ajustar as intervenções de acordo com as necessidades do órgão. No caso dos IMLs, por exemplo, hoje as pessoas que precisam reconhecer parentes são obrigados a se deslocar para outros municípios. Outra obra importante é a recuperação do telhado da Cidade da Polícia, que centraliza todas as delegacias especializadas em Manguinhos.

 

– Essa é uma reunião de trabalho, onde estamos apresentando ao secretário da Polícia Civil o avanço das intervenções que estão ocorrendo em equipamentos da polícia – explicou Max Lemos.

 

Em Araruama está sendo feita a recuperação do Instituto Médico Legal, recuperação de paredes, telhado e instalações elétricas já que, quando havia a necessidade de se reconhecer algum corpo, as famílias precisavam se deslocar para municípios distantes. O Posto Regional de Polícia Técnico-Científica (PRPTC) está sendo modernizado, enquanto, em Cabo Frio, está sendo feita a reforma geral do espaço onde será instalado o IML.

 

– Essa sintonia fina é importante e estou pedindo minha equipe técnica para priorizar as reformas que são mais necessárias. Queremos desenhar um programa de recuperação de delegacias, mas nesse momento o foco é a conclusão do que já está em andamento – afirmou Turnowski.

 

Reformas de Delegacias

 

Na área de delegacias, estão sendo reformadas as unidades da Posse, em Nova Iguaçu (58ª DP); Alcântara, em São Gonçalo (74ª DP); e de São Pedro D´Aldeia (125ª DP); além da cobertura dos blocos 1, 4, 7 e 8 da Cidade da Polícia, em Manguinhos. Lá está sendo feita a revisão de toda a cobertura para a retirada de vazamentos, reparo e impermeabilização de calhas, substituição de forro e pintura de paredes e teto. A Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), de Volta Redonda, passará por uma reforma parcial, enquanto a unidade da Taquara, em Jacarepaguá (32ª DP) receberá reforma das fachadas e urbanização.

 

– A Emop tem papel de fazer engenharia social, aquela que cuida do equipamento público para oferecer conforto à população – concluiu André Braga.

Fonte: SEINFRA