Governo do Estado promove capacitação sobre o Casa da Gente com gestores públicos de 17 cidades

Governo do Estado promove capacitação sobre o Casa da Gente com gestores públicos de 17 cidades

Max Lemos -Governo do Estado promove capacitação sobre o Casa da Gente com gestores públicos de 17 cidades
Max Lemos -Governo do Estado promove capacitação sobre o Casa da Gente com gestores públicos de 17 cidades

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Obras, promoveu nesta terça-feira (11), no auditório do Detran/RJ, uma oficina de capacitação sobre o Programa Casa da Gente com gestores públicos de 17 municípios fluminenses. Desde que foi lançado há quase quatro meses, resultados importantes já foram obtidos pelo maior programa habitacional da história do Rio, como a retomada das obras da construção de 188 unidades habitacionais de Laje do Muriaé, no Noroeste Fluminense e 153 moradias em Areal, na Região Serrana, além da publicação de reforma de 31 conjuntos habitacionais e a oferta da assistência técnica em áreas vulneráveis.

A capacitação foi conduzida pelo Subsecretário de Habitação, Allan Borges, pelos arquitetos Aloísio Rodrigues e Carla Neves, e pela Superintendente Verônica Cristina, e teve por objetivo apresentar as diretrizes gerais do programa e as formas de adesão. Participaram do encontro, gestores dos municípios de: Resende, Aperibé, Carmo, São João de Meriti, Cachoeiras de Macacu, Comendador Levy Gasparian, Rio Claro, Varre-Sai, Nova Iguaçu, Quissamã, Santa Maria Madalena, Rio das Flores, Paraty, Duas Barras e Bom Jesus do Itabapoana.

Com investimentos previstos na ordem dos R$ 6,5 bilhões, o Programa Casa da Gente já está presente em diversos municípios fluminenses e prevê a construção de 50 mil novas moradias em várias cidades fluminenses, nos próximos cinco anos, além da reforma de 60 conjuntos habitacionais construídos há mais de uma década e melhorias habitacionais em 5 mil moradias localizadas em áreas vulneráveis.

– O governador Cláudio Castro nos deu a missão de não começar nenhuma obra nova sem resolver os passivos existentes. Por isso, iniciamos o Casa da Gente retomando obras que estavam paradas há décadas e publicando as reformas dos condomínios. Agora, vamos lançar novas construções no mercado que serão direcionadas prioritariamente para as famílias que estão cadastradas no aluguel social, entre elas as do Complexo do Alemão e vítimas das chuvas da Região Serrana”, destacou o Secretário de Infraestrutura e Obras, Max Lemos.

Durante a capacitação, o Subsecretário de Habitação, Allan Borges, reiterou a importância que o programa tem de produzir política habitacional para as pessoas que vivem em condições habitacionais vulneráveis – “Os municípios têm a responsabilidade de apresentar os terrenos e nossa equipe faz toda a avaliação técnica. Temos o desafio de promover a inclusão social por meio desse programa. A nossa proposta é que cada unidade tenha no mínimo 47m², todas sempre com dois quartos, com piso e revestimento. A missão passada pelo governador Cláudio Castro e pelo secretário Max Lemos é dar dignidade às pessoas”, concluiu.

Fonte: SEINFRA