Mandato Participativo

Mandato Participativo

Max Lemos pede à população para sugerir Projetos de Lei na luta contra o coronavírus

Em época de quarentena para se resguardar contra a pandemia do coronavírus, o medo, a dúvida e a insegurança rondam o mundo. Afinal o que fazer? Pensando nisso, o deputado Max Lemos criou uma nova ferramenta eletrônica que abre espaço para a participação popular. Ou seja: através de seu mandato participativo, elaborou um formulário em seu site www.maxlemos.com.br, onde as pessoas podem dar sugestões na elaboração de Projetos de Lei emergenciais, opinando sobre o que deve ser feito nesse momento de crise.

“As opiniões serão levadas para serem apreciadas e votadas pelos deputados na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) podendo ser sancionadas e transformadas em Lei estadual”,
explica o deputado.

Max Lemos, que ano passado foi considerado um dos deputados mais atuantes da Alerj com 100 por cento de participação em todas as sessões, com atuação em várias comissões parlamentares, como membro e relator, tem se mostrado incansável participando na construção de várias propostas parlamentares.

“O momento é de união. Esquecemos nossas divergências partidárias e estamos todos juntos, pois é a nossa obrigação como deputado. O coronavírus tem provocado efeitos avassaladores não só na saúde pública, como também na esfera econômica”,

disse.

Adepto às redes sociais, Max Lemos assegura que responde às mensagens que chegam em seu whatsapp, instagram, Facebook e Twitter.

“Minha assessoria só tem acesso às minhas redes sociais quando realmente, não posso responder em decorrência do trabalho. Gosto de saber o que as pessoas pensam e falam. É a maneira que tenho para prestar conta de meu mandato, já que os encontros presenciais em meus gabinetes e nos bairros da periferia foram suspensos por causa do vírus. Por isso, queremos ouvir a sua sugestão. Dê a sua opinião, entre no nosso site, preencha o formulário e deixe a sua proposta”,

incentiva.