Max Lemos contempla ativista cultural com Medalha Tiradentes

Max Lemos contempla ativista cultural com Medalha Tiradentes

O ativista cultural Adailton Medeiros, fundador do Ponto Cine, a primeira sala popular de cinema digital do Brasil, foi condecorado na noite da última quarta-feira (13) na Assembleia Legislativa (Alerj). Ele recebeu do deputado Max Lemos (MDB) a Medalha Tiradentes, honraria concedida pelo governo para agraciar pessoas que prestaram relevantes serviços à causa política do Estado do Rio de Janeiro.

“Uma homenagem justa e mais do que merecida pelo belo projeto desenvolvido de difusão do cinema brasileiro através de ações sociais, incluindo cursos, diálogos e festivais”,

disse Max.

O Ponto Cine existe há mais de uma década funcionando no Guadalupe Shopping, Estrada do Camboatá, 2,300, no subúrbio do Rio de Janeiro. No seu cardápio cultural consta uma série de filmes brasileiros que são exibidos a preços populares. A sala mantém outras atividades de cultura e entretenimento para os jovens de uma região marcada pela violência urbana. Detentor de 16 prêmios e caso de estudo de alunos de 11 universidades, a instituição virou, este ano, polo cinematográfico utilizado por estudantes do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ).

O espaço, entretanto, chegou a fechar suas portas em fevereiro de 2018, em decorrência de dificuldades financeiras. Um acordo firmado com o Ministério da Cultura e o IFRJ, no mesmo ano, possibilitou a sua reabertura. Além dos filmes, o ponto também oferece cursos de capacitação técnica em audiovisual para jovens da região. Na noite de quarta-feira, Adailton recebeu ainda o diploma de certificação do evento.

“Estou muito feliz pelo reconhecimento e pela honraria”,

afirmou o ativista.