Programa Casa da Gente: Governo do estado inicia reforma da Cruzada São Sebastião

Programa Casa da Gente: Governo do estado inicia reforma da Cruzada São Sebastião

max lemos
max lemos

O governador Cláudio Castro assinou termo de início da reforma do Conjunto Habitacional Cruzada São Sebastião, no Leblon, neste sábado (12/03). As obras, orçadas em mais de R$ 4,4 milhões, contemplarão as áreas comuns de todos os 10 prédios de sete pavimentos. O prazo previsto para conclusão das intervenções é de oito meses.

– A palavra de ordem é dignidade. Acabou o tempo da pinturinha nos residenciais. Soluções paliativas não trazem dignidade e o que nós estamos fazendo aqui é mudar a vida de quem já cansou de esperar – declarou o governador Cláudio Castro durante o evento.

As obras serão executadas pela Secretaria Estadual de Infraestrutura e Obras (Seinfra), por meio de sua vinculada Emop (Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro). Estão previstas a pintura das fachadas dos prédios e corredores, a reforma do telhado, a instalação de novas luminárias, a substituição da rede elétrica, a modernização dos quadros alimentadores de energia das áreas comuns e nos medidores.

A segunda fase, ainda em licitação, tem valor estimado de R$ 2,6 milhões e prevê a instalação de elevadores externos.

– Reformar condomínios com mais de uma década de construção é uma das metas mais acertadas do Casa da Gente, maior programa habitacional da história do Rio. Estas pessoas se sentiam esquecidas pelo poder público, mas o governador nos deu a missão de revitalizar 60 conjuntos em várias regiões do Rio para devolver o senso de lar a quem vive ali – afirmou Lemos.

Morador da Cruzada São Sebastião desde que nasceu, Carlos Alberto Victor, de 61 anos, celebra a reforma por serem melhorias necessárias há tempos e a chance de um emprego nas obras.

– Essa reforma vai ser ótima, inclusive em relação a empregos. Eu mesmo já estou com o currículo na mão, sei que tem reunião segunda-feira e vou me inscrever para trabalhar aqui. Tem muita gente capacitada para trabalhar na reforma – contou o morador, que é técnico em eletrônica e elétrica.

O condomínio foi construído na década de 50, por iniciativa do então bispo auxiliar do Rio, Dom Hélder Câmara.

Fonte: SEINFRA